Sábado, 9 de Dezembro de 2006

Problemas com baratas desordeiras???

CATS: Acto I, Cena 5 - A Velha Gata Roliça

               Demeter, Bombalurina e Jellylorum cantam sobre os feitos de Jennyanydots


"I have a Gumbie Cat in mind, her name is Jennyanydots. Her coat is of the tabby kind, with tiger stripes and leopard spots1"



A primeira candidata rola de dentro da mala de um carro ao ser apresentada por Munkustrap: é nada mais nada menos do que uma velha gata gorducha e anafada, chamada Jennyanydots. Conta-nos ele que esta queen é uma gata roliça que dorme e esperguiça-se o dia inteiro ou então faz nós nos cortinados da sala: “ela fica sentada, sentada, sentada e sentada e é isso que faz uma gata roliça!” Até a sua própria família pensa que ela não faz mais nada...


Mas há muito mais nesta gata do que a sua rolicidade. Com grandes sorrisos, e trejeitos extremamente alegres e animados, Jellylorum, Demeter e Bombalurina não hesitam em revelar-nos que “quando a azáfama do dia passa, é então que começa o verdadeiro trabalho da gata roliça”, e referem alguns dos talentos escondidos desta gata... que afinal de contas de gorda não tem nada! Durante a noite ela ganha genica e... ensina maneiras aos ratos: como se devem comportar para além de aulas de música, croché e tapeçaria. Alguns dos gatos mais novitos desencantam umas máscaras hilariosas e acabam por desempenhar o papel de ratos a serem ensinados pela Jenny.


Mas esta avózinha não se fica por aqui. Preocupada com baratas desocupadas que se tornam desordeiras, ela ensina-as tal e qual como se fossem escuteiros: dã-lhes um propósito na vida e boas acções para fazer. As baratas aparecem então em palco representadas pela maioria dos felinos com uns disfarces ainda mais engraçados do que os dos ratos.


Será que já chega? Não! A Jennyanydots é definitivamente uma gata com vários trunfos na manga! Ela até ensinou as baratas a fazerem sapateado! Ao desembaraçar-se do seu pesado pêlo, Jenny junta-se às baratas numa demonstração de uma aula de sapateado animada e perfeitamente coordenada que nos faz bater o pé e nos dá uma vontade de dançar enorme. A certa altura uma das baratas (um gato, claro) sai da formação e acaba por levar uma grande reprimenda. Mais tarde, ele chega-se à Jenny e imita o acto de a querer espetar com o seu garfo. Mas Jenny conhece-os e leva a melhor, despachando o insubordinado de volta ao seu lugar.



No fim, tanto o público como o resto da tribo tiram o chapéu a esta gata de quem todos parecem gostar imenso2. Mas, de repente... o silêncio é rasgado por um miar dengoso e seguro de si...




1 "Tenho uma gata roliça em mente, o seu nome é Jennyanydots. O seu pêlo é do género malhado, com riscas à tigre e pintas à leopardo"

 

2 28 de Outubro: no fim da sua canção, Jennyanydots diz normalmente “Thank you my dears!”... desta vez, e espero que mais pessoas o tenham notado, disse “Obrigada my dears!”








sonhado por zia às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 8 de Dezembro de 2006

Um convite felino...

CATS: Acto I, Cena 4 - Convite para o Baile Jelical

                   Munkustrap, o narrador, e ainda (dta-esq) Quaxo, Victoria e Alonzo


"Jellicle cats come out tonight, Jellicle cats come one come all, the Jellicle moon is shinning bright, Jellicles come to the Jellicle Ball1"


Assim que acabam o seu recital, os gatos que andavam pela audiência voltam ao palco e juntam-se ao resto da tribo. De fininho, todos abandonam o palco, excepto uma jovem queen branca, Victoria, e Quaxo (um tom preto e branco que mais parece usar um fato de gala) que fica escondido dentro de um tubo a observar Victoria.

Victoria presenteia-nos com uma espetacular dança a solo em que a semelhança com a agilidade felina está bem patente - a gata parece feita de borracha! Esta pequena dança dá o mote de partida para Quaxo2 se juntar a ela e convidar-nos para o baile. Assim, o solo de Victoria é transformado numa bela dança a dois enquanto Quaxo deixa soar através da sua voz melódica e doce um convite a todos os Jelicais para se reunirem neste evento único.



Uma vez toda a tribo reunida em palco, Munkustrap (o gato que não só narra a maior parte da história, mas que também é um gato sábio e com um papel protector) aproxima-se da audiência para com a sua voz segura e dócil pacientemente explicar qual a razão do Baile Jelical. Anualmente, diz-nos ele, os Jelicais juntam-se para escolherem um gato (ou gata, claro está) ao qual será dado o maior privilégio felino de todos. Esperam o sábio Velho Deuteronomy, o líder Jelical, que antes do amanhecer, num silêncio de cortar à faca, escolherá um único gato, tom ou queen, que poderá embarcar numa fantástica, ansiada e mística viagem até à camada celestial. Uma vez lá chegado este gato poderá renascer para uma diferente e nova vida Jelical (mais uma subtil referência à mitologia Egípcia).

Quem serão os candidatos deste ano? Atreves-te a perguntar? Os Jelicais sim...





1 "Gatos Jelicais apareçam hoje, Gatos Jelicais - venham um, venham todos, a Lua Jelical brilha no alto, Jelicais venham ao Baile Jelical"

2 A 28 de Outubro o papel de Quaxo (Mr. Mistoffelees) foi desempenhado por Jean-Claude Pelletier. Enquanto a actuação de Quaxo, duas semanas antes, me tinha passado completamente desapercebida, desta vez Quaxo conseguiu mesmo arrebatar-me. Senti-me mesmo convidada a juntar-me à festa. A voz e graciosidade de JC deram uma outra vida e alma à personagem que, como se verá mais à frente, é uma das personagens mais importantes da peça. Não sei o que aconteceu ao Trevor Schoonraad, mas sinceramente ainda bem que a última actuação do Cats em Portugal pôde ter um Mr. Mistoffelees digno de se recordar! Também não me teria importado nada de ter visto o Philip Comley (Coricopat nesta digressão e Carebucketty na anterior) a interpretar o papel de Misto já que ele o fez várias vezes durante a visita do Cats a Portugal em 2004... pena eu não ter podido ir ver...
sonhado por zia às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Quinta-feira, 7 de Dezembro de 2006

Serão eles doidos varridos?!?

CATS: Acto I, Cena 3 - O Nomear dos Gatos

                     Os gatos juntam-se para nos explicar o que é um Gato Jelical...


"The naming of cats is a difficult matter, it isnt't just one of your holiday games. You may think at first I'm as mad as a hatter when I tell you a cat must have three different names"1


Apesar de ter visto o DVD ainda não tinha percebido muito bem o que era um gato Jelical. Mas os gatos são perspicazes... e também se "aperceberam" que eu não fui a única. Com o seu orgulho felino no auge, e com uma grande vaidade e dengosidade, estes felinos preparam-se agora para nos revelar um grande segredo dos gatos... o qual, mais uma vez, eu identifico fortemente com a mitologia Egípcia.

Os gatos, dizem-nos eles, têm de ter três nomes diferentes, os quais não são fáceis de atribuir, e nos podem deixar confusos: será que estes gatos são doidos varridos? Há os nomes para o dia-a-dia, banais tais como Alonzo, George ou Bill Bailey ou então outros mais pomposos como Plato (para os cavalheiros) e Demeter (para as damas). Como segundo nome, o gato recebe uma designação mais distinta, peculiar e dignificante - um nome que não pertencerá a mais do que um gato, "senão como poderia ele manter a cauda erecta, esticar os bigodes, ou alimentar o seu orgulho".

Como exemplo de nomes deste calibre, podemos dar uma mão cheia: Munkustrap, Quaxo, Coricopat, Bombalurina e Jellylorum. Mas, para terminar, ainda falta falar do último nome. Aquele que é secreto, aliás secretíssimo! A sua evocação por parte dos felinos leva a uma alienação e à meditação pois é um nome "inexplicável, afável, inenafável, profundo, inescrutável e exclusivo".

Durante esta contemplação, e quase numa declaração de princípios, vários gatos descem do palco e misturam-se no público, escolhendo um humano aleatoriamente para cara a cara, sem deixar sombra para dúvidas, explicar-lhe a importància dos seus nomes. Alguns gatos num tom mais sério, outros mais irreverentes que gostam de provocar o público... tais como o famoso Rum Tum Tugger2 que adora levar raparigas ao magnífico mundo do embaraço ou então a ficarem lavadas em lágrimas.



1 "O nomear dos gatos é assunto complicado, é muito mais do que um jogo de férias. Podes de início pensar que sou doido varrido, quando te digo que um gato pede três designações!"


2 Em ambos os espetáculos fartei-me de rir com a irreverência do Rum... só de pensar nisso dá-me vontade de rir. E ouvir os outros gatos a declamarem tão maravilhosamente e em uníssuno este belo poema de TS Eliot... irresistível! Bem, a 28 de Outubro o Munkustrap, o Rum e a Bombalurina (pelo que pareceu), aperceberam-se que eu sabia a lenga-lenga toda! Que vergonha....
sonhado por zia às 11:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim

:::pesquisar aishitenight:::

 

:::tags:::

Todas as tags deste blog

:::luas recentes:::

Será que ainda me lembro?

Dia da Criança...

A Viagem...

Greve Geral

Bristol - 9 de Dezembro d...

A nova versão do YMCA!!! ...

Macavity - The Mistery Ca...

Atestados de Burrice...

"Eu não gosto de carne de...

Hamlet para todos!

Guerra e Paz para todos!

Feliz Dia Mundial do Teat...

O estado negro da educaçã...

Tartaruga suicida... e fu...

Memória...

Tudo está bem quando acab...

Respeito precisa-se...

A Escolha Jelical

Que a memória viva para s...

Acreditas em magia?!?

O Napoleão do Crime

Never Gone... Never Far.....

Pouca-terra, pouca-terra....

Fantasmas do passado...

Um gato especial

De gatos malandros e caix...

Silêncio... nem um som da...

8 minutos de cortar a res...

Ladrar ou não ladrar, eis...

O gato das 7 vidas...

:::noites passadas:::

Outubro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

::: links :::

Anastasia
Anime News Network
Astérix et Obélix
BeeHive
Best Anime
Blog da Pimentinha
BRB Internacional
Broadway
Broadway - The Lion King
Catedral
Christian Kurrat
Chuviscos
Misteriosas Cidades d'Ouro
Disney
Disney on Broadway
Do What You Dream
Door to Fantasia
Kemet
Kiss Me Licia
Liquid Experience
Me, Myself and I
Movimentum...
Movimentum 2...
Mulher dos 50 aos 60
NASA
National Geographic
Niekonczaca Sie Opowiesc
per-Bast
Photograhy Directory
The NeverEnding Story
The Temple of Bast
The Universe of Shoujo Manga
Timor Aid
Tintim
TV Series
TV Wunschliste

:::favoritos:::

A nova versão do YMCA!!! ...

Respeito precisa-se...

Que a memória viva para s...

Pouca-terra, pouca-terra....

Fantasmas do passado...

De gatos malandros e caix...

Um gato do contra...

Os Jelicais podem...

Problemas com baratas des...

Hamlet para todos!

:::tags:::

Todas as tags deste blog

subscrever feeds