Terça-feira, 19 de Dezembro de 2006

Silêncio... nem um som da calçada...

CATS: Acto I, Cena 13 - Grizabella: Memória

             Grizabella dança e canta “Memory” observada pelo líder Jelical

 

“Memory all alone in the moonlight I can smile at the old days, I was beautiful then. I remember the time I knew what happiness was, let the memory live again…1

 

Caminhando cautelosamente até à lixeira agora serena, a velha Gata de Luxo reaparece, desejando reunir-se à sua família perdida... Mas a maior parte da tribo reage exactamente como da primeira vez, vaiando-a e virando-lhe as costas. Os gatitos mais novos parecem fazer uma aposta em quem se conseguirá aproximar da velha queen e Carbucketty meneia-se prepotentemente até Grizabella como se lhe fosse estender a mão, levando-a a aproximar-se dele apenas para receber um arranhão e mais um bufo antes do jovem voltar para o seu grupo que parece divertir-se com o erro dela.

 

 

 

                          


Algumas das gatitas, principalmente Victoria, Demeter e Jemina, passeiam-se por perto como quem tenta apanhar um bom vislumbre de Grizabella, e com cuidado tentam chegar-se à beira apenas para serem paradas e afastadas pelos mais velhos que as estão a “proteger” pelos mais velhos. Algumas das palavras que Grizabella entoou na sua aparição prévia ecoam pelas vozes de Jellylorum e Jemima, esta última olhando para a velha gata fustigada pela vida com uma fascinação quase mórbida. Sem demoras, a gatinha é de novo afastada de vez de Grizabella.

 

A velha gata é deixada a sós, no meio do palco, entregue às suas mágoas. Ela tenta dançar tal qual os Jelicais dançaram ainda há tão pouco tempo, mas logo se apercebe de que já não é capaz. Ela continua a tentar até atingir o ponto em que a frustação e desapontamento são tais que com um triste suspiro ela parece estar no limiar das suas forças. Mas ela pára por uns momentos e com uma voz de choro canta sobre as suas memórias...

 

Grizabella canta a sua dor sozinha ao luar, sorrindo aos velhos dias... outrora ela foi bonita, e lembra‑se ainda de uma época em que sabia o que era a felicidade. Só lhe resta esperar que essa memória possa viver novamente. Quando termina, ela parece completamente desprovida de forças e dona de uma tristeza de cortar a respiração.

 

Embora todos os gatos tenham abandonado o recinto, o Velho Deuteronomy ficou sentado a vê-la e a ouvi‑la. Mas a velha gata não o viu e embora ele tentasse chegar até ela, Grizabella desapontada e mais uma vez renegada esgueira-se e desaparece na noite...

 

“Meia-noite, nem um som da calçada
Perdeu a lua a memória? Ela sorri p’ra si mesma.
À luz do lampião as folhas definhadas juntam-se a meus pés
Enquanto o vento se lamenta.
 

Cada lampião transmite um agoiro fatalista.
Alguém resmunga, o lampião goteja,
E em breve será dia...

 

INTERVALO



1 “Memória, abandonada ao luar, ainda rio dos bons tempos, como era bela então. Recordo quando ainda sabia o que era a felicidade, deixemos que as recordações revivam...”

sonhado por zia às 00:01
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De José Gomes a 20 de Dezembro de 2006 às 15:25
Aiii, Zia!!! Que bela finta...
Os meus olhos sorriam e os meus ouvidos estavam preparados para ouvir "Memory" quando abei o vídeo...
Desilusão das desilusões... apenas a introdução triste e fatalista, apenas as imagens que descreves no texto!
Como chegaste ao intervalo´espero ansiosamente ouvir a "..." Page a cantar "Memory"! Quer dizer, espero que continues esta saga que me fez prender e dar um outro sentido ao espectáculo dos "Cats" que vi em Lisboa (recordas-te, eu nem queria ir... até fui pelos cabelos, ihihih!!!!).
Um beijo e bom Natal.
Novo post. jà!!!!
JG

Comentar post

mais sobre mim

:::pesquisar aishitenight:::

 

:::tags:::

Todas as tags deste blog

:::luas recentes:::

Será que ainda me lembro?

Dia da Criança...

A Viagem...

Greve Geral

Bristol - 9 de Dezembro d...

A nova versão do YMCA!!! ...

Macavity - The Mistery Ca...

Atestados de Burrice...

"Eu não gosto de carne de...

Hamlet para todos!

Guerra e Paz para todos!

Feliz Dia Mundial do Teat...

O estado negro da educaçã...

Tartaruga suicida... e fu...

Memória...

Tudo está bem quando acab...

Respeito precisa-se...

A Escolha Jelical

Que a memória viva para s...

Acreditas em magia?!?

O Napoleão do Crime

Never Gone... Never Far.....

Pouca-terra, pouca-terra....

Fantasmas do passado...

Um gato especial

De gatos malandros e caix...

Silêncio... nem um som da...

8 minutos de cortar a res...

Ladrar ou não ladrar, eis...

O gato das 7 vidas...

:::noites passadas:::

Outubro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

::: links :::

Anastasia
Anime News Network
Astérix et Obélix
BeeHive
Best Anime
Blog da Pimentinha
BRB Internacional
Broadway
Broadway - The Lion King
Catedral
Christian Kurrat
Chuviscos
Misteriosas Cidades d'Ouro
Disney
Disney on Broadway
Do What You Dream
Door to Fantasia
Kemet
Kiss Me Licia
Liquid Experience
Me, Myself and I
Movimentum...
Movimentum 2...
Mulher dos 50 aos 60
NASA
National Geographic
Niekonczaca Sie Opowiesc
per-Bast
Photograhy Directory
The NeverEnding Story
The Temple of Bast
The Universe of Shoujo Manga
Timor Aid
Tintim
TV Series
TV Wunschliste

:::favoritos:::

A nova versão do YMCA!!! ...

Respeito precisa-se...

Que a memória viva para s...

Pouca-terra, pouca-terra....

Fantasmas do passado...

De gatos malandros e caix...

Um gato do contra...

Os Jelicais podem...

Problemas com baratas des...

Hamlet para todos!

:::tags:::

Todas as tags deste blog

subscrever feeds

5euromails.com