Domingo, 10 de Dezembro de 2006

Um gato do contra...

CATS: Acto I, Cena 6 - O Rum Tum Tugger

                          Rum Tum Tugger é um gato independente, brincalhão, sexy,
                                       sedutor e adorado por todas as queens


The Rum Tum Tugger is a curious cat (and there isn’t any call for me to shout it). For he will do as he do do (and there’s no doing anything about it)1


É com algum desagrado que os gatos mais velhos vêem entrar em cena Rum Tum Tugger. Este esquiva-se até às luzes da ribalta e a ele junta-se o seu pequeno clube de fãs. O Rum Tum Tugger é um brincalhão que as queens consideram extremamente atraente (e acreditem, não apenas elas – creio que o Rum deixou muitos suspiros na sala!!!), egocêntrico e é um tom sempre do contra.


Todos os gatos cantam sobre Rum, uns em tom de desdenho, outros em tom the encanto. Elas descrevem no como um gato curioso/misterioso, enquanto os toms acham que ele é apenas uma grande seca. Ele descreve-se como estando sempre no lado errado da porta, e se lhe oferecem um rato ele prefere uma ratazana ou vice-versa! Mas num ponto todos acabam por concordar: na realidade o “Rum Tum Tugger é um gato curioso2...


Sempre de um lado para o outro com a sua pequena multidão dançante, Rum revela o seu estatuto de estrela de rock felina, e ignora os olhares menos avantajados dos gatos mais velhos. Ele também desembaraça-se dos avanços mais do que óbvios de Bombalurina à sua felinidade, acabando por a deixar cair desamparada no chão (mas em pé). Este acto leva a que ambos levem uma relação de provocação e brincadeira até ao fim do espetáculo.

A dada altura Rum Tum Tugger salta do palco até à audiência, escolhendo uma rapariga (adulta ou não) e acaba por se meter com ela ali mesmo, perante os olhares embasbacados dos espectadores à volta e da própria moça. Conforme a pessoa deixe ou não, ele acaba mesmo por ser mais divertido, irreverente e provocante.

De volta, reassume a sua pose no centro do palco e balança as suas ancas enquanto as gatas se aproximam mais e mais para o observar cada vez mais de perto, olhos enormes e sensação de quem está a ganhar água na boca. Os outros toms tentam imitá-lo... Rum faz várias pausas em notas altas enquanto leva as gatitas à loucura total, principalmente quando uma delas (Rumpleteazer) não aguenta e começa a gritar com toda a força... até que Rum, com um sorriso maroto, a cala ao tapar-lhe a boca.

Rum Tum Tugger termina a sua canção com um sorriso de orelha a orelha e olha satisfeito à sua volta como todos se chegam a ele... excepto Rumpleteazer a quem lhe deu um chilique ao ser tocada por ele e caiu para o lado...



1 “O Rum Tum Tugger é um gato curioso (e não há necessidade para fazer alarido sobre isso). Pois ele fará o que fará (e não há nadinha a fazer sobre isso)”

2 Esta é provavelmente a actuação mais provocatória da peça toda, mas ao mesmo tempo muito querida. Rum é divertido e simplesmente de cair para o lado... e o actor que lhe veste a pele, tem uma voz de chorar por mais... como alguém disse, um Adónis (não único) perfeito! É um dos gatos com mais protagonismo durante todo o espetáculo. Podemos sempre apreciá lo com o seu ar altivo, brincalhão, sedutor, atento e quando a ocasião o pede: sério. Apesar do seu ar às vezes enjoado, consegue despertar no fundo do coração aquele amor todo que os gatos nos conseguem fazer sentir... nem que parta a casa, basta um ronronar para tudo estar bem!


sonhado por zia às 00:01
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De jaspion a 10 de Dezembro de 2006 às 12:52
mt legal esse blog
De zeca maneca a 10 de Dezembro de 2006 às 12:14
Olá Zia,

Agora já percebi como é que tu estando em Inglaterra,sem acesso à Net, continuas a postar a horas certas: pré-programação!

Vai ao post do dia 8 e vê o que a Jonasnuts (Blogue do Sapo) escreveu.

Continuas a ter os três últimos posts (e já este lá se encontra!) em destaque na SAPO.

Espero que quando chegares, quarta feira, contes as tuas aventuras e impressões na actuação dos Cats em Bristol.

Essa coisa de um teclado diferente do que estás habituado tem feito dares saltos em várias palavras. Deves ter mais cuidado.

Com este post continuas, e muito bem, a narrar o espectáculo do Cats, misturando as tuas impressões. Os vídeos tem sido um bom acompanhamento para o texto.

Parabéns.

Continuo à espera por mais...

Um beijo.

JG

Comentar post

mais sobre mim

:::pesquisar aishitenight:::

 

:::tags:::

Todas as tags deste blog

:::luas recentes:::

Será que ainda me lembro?

Dia da Criança...

A Viagem...

Greve Geral

Bristol - 9 de Dezembro d...

A nova versão do YMCA!!! ...

Macavity - The Mistery Ca...

Atestados de Burrice...

"Eu não gosto de carne de...

Hamlet para todos!

Guerra e Paz para todos!

Feliz Dia Mundial do Teat...

O estado negro da educaçã...

Tartaruga suicida... e fu...

Memória...

Tudo está bem quando acab...

Respeito precisa-se...

A Escolha Jelical

Que a memória viva para s...

Acreditas em magia?!?

O Napoleão do Crime

Never Gone... Never Far.....

Pouca-terra, pouca-terra....

Fantasmas do passado...

Um gato especial

De gatos malandros e caix...

Silêncio... nem um som da...

8 minutos de cortar a res...

Ladrar ou não ladrar, eis...

O gato das 7 vidas...

:::noites passadas:::

Outubro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

::: links :::

Anastasia
Anime News Network
Astérix et Obélix
BeeHive
Best Anime
Blog da Pimentinha
BRB Internacional
Broadway
Broadway - The Lion King
Catedral
Christian Kurrat
Chuviscos
Misteriosas Cidades d'Ouro
Disney
Disney on Broadway
Do What You Dream
Door to Fantasia
Kemet
Kiss Me Licia
Liquid Experience
Me, Myself and I
Movimentum...
Movimentum 2...
Mulher dos 50 aos 60
NASA
National Geographic
Niekonczaca Sie Opowiesc
per-Bast
Photograhy Directory
The NeverEnding Story
The Temple of Bast
The Universe of Shoujo Manga
Timor Aid
Tintim
TV Series
TV Wunschliste

:::favoritos:::

A nova versão do YMCA!!! ...

Respeito precisa-se...

Que a memória viva para s...

Pouca-terra, pouca-terra....

Fantasmas do passado...

De gatos malandros e caix...

Um gato do contra...

Os Jelicais podem...

Problemas com baratas des...

Hamlet para todos!

:::tags:::

Todas as tags deste blog

subscrever feeds

5euromails.com